terça-feira, 9 de agosto de 2016

# gallery

A mesma dor que atropela o nosso peito, é a mesma que reconstrói a nossa alma.


O tempo vai passar, e aquele amor que cura vai chegar em sua vida. Se a dor apertar, aumenta o som  e chore, mas chore todas as suas inquietações, chore todas as suas mágoas e ressentimentos, chore todas as palavras duras que você ouviu de quem se foi, chore todos os medos que ele(a) te deixou, mas não guarde nada de ruim dentro de você, não permita nenhuma saudade te aprisionar, não se embarece em lembranças sem sentido, não fique de luto por tanto tempo. 

Sabe moça, sabe moço, quando algo nos destrói por dentro, Deus trata de nos reconstruir, quando alguém não nos cuida devidamente, Deus nos assume, quando nada tem explicação para tantas tristezas, Deus nos traz respostas, e nos leva a fazer descobertas. Os dias, os meses, os anos podem até passar, mas a verdade dEle chega, e as coisas que antes só nos maltratavam, passam a ser parte da nossa história, e experiências para as nossas batalhas futuras. 

Não desista de você, não se entregue tão fácil assim, não olhe para os outros como culpados de suas frustrações, não aponte o dedo para quem só quis te ajudar, perdoe e se perdoe também, porque um dia, a vida vai te surpreender, e você entenderá com muita delicadeza que, a mesma dor que atropela o nosso peito, é a mesma que reconstrói a nossa alma.

Cecilia Sfalsin

Um comentário:

  1. Boa tarde, Cecília, seus textos parecem ser escritos pra nós, parecem que você sabe de nossas dores e as entende melhor que nós.
    Obrigada por partilhar conosco, felizes e abençoados dias...
    Abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir

A fase mais gostosa de quem escreve é quando conhece a opinião de quem lê....Obrigada por suas palavras e sejas sempre bem vindo(a)....

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Copyright

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98 e violá-los é crime. Ao copiar textos atribua os créditos.