segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Nosso Doce novembro

18:34:00 5 Comments
Hoje acordei com vontade de te abraçar daquele jeitinho especial,meus braços em teu pescoço,e o seu em minha cintura,tomar um cafezinho com cheiro de mistérios,vestir uma roupa que me deixasse com sensação de liberdade,que me fizesse sentir vontade de sair de mãos dadas com você sem relógios do tempo,queria poder dar bom dia ao sol, e sentir em meu rosto brilhar a saudade,abrir os braços cada vez que o vento passasse soprando  em meus cabelos e me introduzindo ao trono do meu pensar,deixando meu corpo leve e meu coração acelerado.Hoje eu queria ir a um lugar só nosso, mesmo com minha tola imaginação e andar quantos caminhos fossem possíveis,sem surpresas,sem indagações,apenas momentos.Hoje eu queria apenas estar com você,em um lugar qualquer, tocar em teu rosto suavemente,olhar em teus olhos como se não existisse mais nada em nossa volta,beijar tua boca levemente e conseguir por instantes sentir tua doçura.Hoje eu queria apenas andar por um caminho novo ,provavelmente desconhecido mas que fosse nosso, para juntos  brindarmos nosso doce novembro......Hoje tenho todo tempo do mundo pra pensar em nós....

Cecilia sfalsin

Tem gente que é assim

14:50:00 8 Comments
Tem gente que é assim,
entra no nosso coração,
abre as janelas da nossa alma,
traz alegrias e felicidade,
senta e começa a nos analisar,
consegue nos fazer esquecer das dores,
tem fome e sede de nos ver sorrindo,
desocupa os lugares de sofrimentos,
nos faz ama la,
depois disto tudo,
se tranca la dentro,
e engole a chave,
e não quer sair mais,
Ahhh,só pode ser brincadeira né...

Cecilia sfalsin

Fábula de um coração.....

04:57:00 5 Comments



(...)A noite era fria e ouvia se o canto das cigarras a anunciar a escuridão que afligia, o céu sombrio, sem as reluzente estrelas demonstravam dor e angústia de um coração solitário que em busca de abrigo viu se apertado  
sem motivos para caminhar.Quando de repente ouve se a 
porta se abrir, em ruídos se fecha silenciosamente,como se
 alguém entrasse sem pedir licença , um invasor da noite a roubar o que não lhe pertencia.O pobre coração aflito esconde se em meio aos cantos em desespero e prantos ,amedrontando se  no silêncio da noite onde a voz não se ouvia.Em passos firmes o que era estranho e desconhecido aproximava se, sem que houvesse palavras invadia os labirintos do coração que nem se quer ousou pedir permissão.De uma forma simples, e calma navegava nas feridas deste pobre aflito e com bálsamo as limpava, derramando sobre elas gotas de sentimentos,aquele pequeno coração que se escondia se viu nas mão de outro coração que o compreendia. O medo se ia, a entrega acontecia,a solidão se perdia ,e aquele coração que temia se via em grande alegria sendo invado por um coração que tanto o queria.A noite se despedia, em um cenário de encantos, pois daquele pequeno ser não se ouvia mais pranto.Onde havia angustias,solidão e dor,hoje havia felicidades,paixão e amor(....)


Cecilia sfalsin

sábado, 29 de outubro de 2011

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Minhas páginas de amor

12:28:00 6 Comments
Tenho algumas páginas secretas,
nelas escrevo palavras soltas do meu amor,
que flutuam em um imenso papel,com tintas coloridas,
algumas aventuras loucas,insanas,
alguns desejos,promessas,sentimentos,
que só o tempo me permitirá vive los,
o tudo do nada que esta vida traz em pincéis,
canetas,teclados,penas,ferramentas que transformam
nossos pensamentos em letras flutuantes,
movimentos do meu pensar,minha maneira de amar,
maluca talvez,mas que me realiza,
o tempo corre matando o ontem, o hoje e provavelmente o amanhã,
jamais saberei  porquê passou, mas contarei o que passou,
o que vivi,senti,de uma forma sensível,diferente,
intensa e valorosa,como se o fim nunca existisse,
eu e ele decidimos assim,sermos nós,
quanto tempo?iiii,não sei dizer,
mas decidimos registrar em páginas,
bem secretas que só o coração poderá desvendar....
enigmas de dois corações que se aventuraram em apenas
amar....agora me desculpe, terei que fechar a página,
afinal são secretas escritas a dois...

Cecilia sfalsin

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Será ousadia?

06:13:00 13 Comments
As vezes me desapego um pouco do meu estado normal,
perco o equilíbrio e faço coisas que nunca fiz, 
falo o que nunca imaginei falar.
desperto a atenção de quem passa,
dou gargalhadas escandalosas,
e deixo a vida me levar e meus sentimentos dominar,
sinto me dona de mim, sem ter que dar satisfações,
uma irresponsável pra sociedade,
mas uma louca responsável pela alegria de viver....
beijo,abraço canto e encanto,
isto não acontece sempre,
mas quando quero deixo acontecer,
Será ousadia?

Cecília sfalsin

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Os ventos sempre passam

13:33:00 3 Comments
As vezes me surpreendo com ventos tempestuosos que passam pela minha janela.
São tão ousados que saem levando minhas palavras, meus pensamentos, minhas visões,
mas nem ligo, pois os mesmos ventos que levam,são os mesmos que trazem,
levam meus planos e trazem meus sonhos, os ventos sempre passam....acreditas?

Cecilia sfalsin

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Em ti perco a noção de mim

19:30:00 3 Comments
No deslisar do vento entrego me ao tempo,
me perco nos meus sentimentos,
me acho em teus pensamentos,
sinto me a vagar em teu coração em busca do meu ser,
protejo me em teus carinhos,
me escondo em teu amor,
teu sorriso me acalma,teus olhos me dirigem,
tuas mão me aquece, tuas palavras me envolvem,
quero te por toda vida, razão do meu sentir,
beija  me e serei tua,desvenda me
pois em ti perco a noção de mim,
e encontro o sentido do meu existir...

Cecilia sfalsin


Rosa negra

04:17:00 1 Comments
Chegaste em uma noite escura,
fria e turbulenta,
com um toque acalmaste meu coração,
trazia consigo o alivio,o amor,
que de tão puro parecia,
aliviava a minha dor,
anulava minha solidão,
aquecia meu coração,
mas ao amanhecer ,sem compaixão alguma,
foste embora e com frieza deixaste escrito,
as palavras que abaixo cito,
"Apenas te usei,mas nunca te amei,
deixo te uma rosa negra,
pra lembraste o tanto que te enganei.".
Hoje só lagrimas restam,
de um amor que se desfez,
mas um dia sentirás saudades,
do amor que a ti dediquei....



Cecilia sfalsin

domingo, 23 de outubro de 2011

Sensação do" não sentir"

07:23:00 5 Comments
Não sei o que dizer,
mas é estranho a sensação "do não sentir",
o não sentir medo, o não sentir vida,
o não sentir vontades, o não sentir amor,
pequenos tormentos que invadem a alma,
em forma de um silêncio cheio de vozes,
vozes que gritam,e se espalham pelo coração,
um vazio sem explicação,sem emoção,
apenas ruídos de um instante qualquer,
que vaga no repentino olhar,
de estar distante,do seu próprio eu.
Sensação única de reencontrar se.
Não sei o que dizer
mas já me senti assim

Cecilia sfalsin

sábado, 22 de outubro de 2011

Ha quem diga que para o amor existe regras

14:21:00 3 Comments
Ah o amor,sentimento que desconhece regras,que não envolve dinheiro, status e muito menos beleza.Não escolhe dia,hora, mês e ano pra acontecer, simplesmente acontece,a idade não interfere, seja ele na fase adulta , ou adolescente,madura ou jovem, ele vai acontecer.


Há quem diga que o amor só acontece uma vez,que somos predestinados a uma única pessoa, aquela dos nossos sonhos, aquela do primeiro beijo, aquela que você namorou a primeira vez entende?ou talvez que temos que passar uma vida inteira sofrendo e lutando por alguém que nem percebe que você exista, regras criadas por um coração que nunca foi correspondido.


Há quem diga também que existe regras sim, as tais chamadas fidelidade,carinho,respeito,sinceridade,mas isto não são regras, são atributos, atitudes, sentimentos, e isto o amor corresponde muito bem, pois quando ele acontece  chega com sua malinha cheia de complementos que o torna real e verdadeiro.



Há quem diga que o amor é perfeição e igualdade entre duas pessoas, engana se, o amor é perfeito sim, mas as pessoas são imperfeitas, o amor surge em meio a diferenças,ele exige apenas o coração , mas você não se apaixona pelo que a pessoa gosta de comer, ou como ela gosta de dormir, ou o que ela gosta de fazer, isto são afinidades e o amor é sentimento..


Para o amor não existe regras,invade o coração que quiser, visita os labirintos que ousar, abres as janelas que se interessar,e não pede.
O amor consegue calar quem diz que nunca vai amar alguém, ou que duvide da força que ele tem.Por isto é chamado de avassalador, transformador,fogo consumidor.E como dizia Cecília Meireles  "O amor é difícil para os indecisos, assustador para os medrosos, avassalador para os apaixonados, mas os vencedores no amor são os fortes, os que sabem o que querem, e querem o que tem,sonhar um sonho a dois, e nunca desistir da busca de ser feliz."
Ah quem diga que para o amor existe regras......
Você ainda acredita nisto?


Cecilia sfalsin

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Canto triste de um Beija Flor

07:25:00 3 Comments
Em um jardim havia,
uma doce e bela flor,
ela era minha alegria,
uma joia de valor,

Todas as manhãs a via,
no alvorar do dia,
saudades dela sentia,
e beija la muito queria,

Em uma noite fria,
a fúria do vento despertou,
uma grande chuva caia,
e uma tempestade se formou,

Pela manhã em agonia,
meu voo ágil ficou,
o coração forte batia,
e  a alma sentida despertou,

Ao me aproximar tremia,
com choros e agonia,
pois o jardim da minha alegria,
ali não mais existia,

Hoje no meu canto ha tristeza,
lágrimas de tanta dor,
pela correnteza foi levada,
a vida do meu grande amor,

Só tenho em mim a partida,
do amor que me deixou,
e em outros jardins encontro,
os frutos da minha bela flor...


Cecilia sfalsin..





quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Conte comigo.

16:00:00 4 Comments
Sempre que se sentires só,
conte comigo,pois estarei ao teu lado,
talvez não cubra o vazio, 
mas farei com que te esqueças dele,
Sempre que tiveres vontade de chorar,
conte comigo, não impedirei tuas lágrimas de cair,
mas as enxugarei pra ti,
Sempre que sentires vontade de gritar,
conte comigo,não te perguntarei os motivos,
mas gritarei  o mais alto que puder para aliviar tua dor
Não importa o que se passa em teu coração,,
mas hoje quero apenas dizer que se precisares de uma amiga,
Conte comigo não poderei ser tudo que necessitas,
mas terei parte do que te conforta..."AMOR ".

Cecília sfalsin

Da minha boca sai mel

11:43:00 4 Comments
Da minha boca sai mel de palavras,
os versos mais doces que fiz pra ti,
feitos para despertar teu amor,
e te enlouquecer por mim,

apenas no movimento dos lábios,
transformo te na minha emoção,
és a minha poesia,
e minha eterna paixão....

No deslumbre da noite
encontro me com a solidão,
as tuas imagens são eternas,
marcadas em meu coração,

Vem amor que te espero,
sei que não és ilusão,
guardo pra ti estes versos,
pois deles compus a mais bela canção.

Cecilia sfalsin

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Meme dor de cotovelo....ai que dor

12:48:00 12 Comments

Indicada pelos meus queridos amigos blogueiros Mary ,  Aristides,e le Maria estou aqui apresentando as minhas 10 musicas DORES DE COTOVELOS,confesso que em algumas foram meus cotovelos que doeram,(risos), portanto vale recordar, sem dor é claro,mas não pense que foram todas heim, pois algumas, ai,não da nem pra sentir dor,mas.....ja vi pessoas com cutuvelos roxos ao escuta la.
Amigos que indico.

Tânia Mara...Gostava tanto de você

Nana Cayme e Erasmo Carlos:Não se esqueça de mim

D´Black:Sem ar

Pimentas do reino:Pensando em você

Alexandre Pires:Esta tal liberdade



Roupa nova:Seguindo o trem azul

Christian e Ralf:Perdoa

Roberto Carlos e Marisa Monte:Amor i love you
 

Vanusa:Mudanças


Tom Jobim:Eu sei que vou te amar

Dor-de-cotovelo é pior que arrancar um siso, pior que fratura exposta - aliás, é uma fratura exposta. A gente fica ali vendo o osso pra fora, doendo feito a morte, e pensando se a coisa vai voltar pro lugar, se vamos andar de novo, se é possível tocar a vida sem se sentir um aleijado. (...) Sofrer por amor é um atraso de vida, e não há remédio que entorpeça a dor, que amenize, que anestesie.(Martha Medeiros)



Eu borboleta

04:26:00 3 Comments
Me sinto como uma borboleta,
dentro de um casulo que ao mesmo tempo protegida,
luta pra sair e voar,
me sinto presa a saudade, 
me rebatendo com a tristeza,
mas ao mesmo tempo me transformando,
me renovando,me fortalecendo.
e de repente sinto o surgir das minhas asas,
com belas cores,que se inclinam a voar,
e pousar na mais bela flor,
com suas cores radiantes,
a provar que lutar pela vida,
é ganhar asas pra o amor....


Cecilia sfalsin

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Eu me entendo escrevendo

17:28:00 11 Comments


Descobri que me entendo escrevendo,
um pouco inconstante,não sei,
mas tenho minhas manias,
gosto de me sentir livre, 
embora tenha limites,

sou do tipo reservada,
mas ha momentos que compartilho com quem amo,
em campos minados ando na ponta dos pés,
pois temo pisar em bombas,

Arrogante as vezes,sensível ao extremo,
gosto do barulho de chuva,
deitada na cama, embaixo do cobertor
tomando chocolate quente,
são nestes momentos que me inspiro,
e em um teclado me concentro,
com as letras brinco,
com as palavras me encaixo,

meu tema predileto "o amor",
viajo em um mundo de fantasias,
e faço do imaginário o meu cenário,
talvez o que escrevo não te agrade,
mas gosto que você me lê,
embora sei que não me compreende,
apenas me entendo escrevendo.

aquilo que sinto transformo em versos,
e aquilo que sonho transformo em histórias.
Choro,canto,dou risadas,em frente a tela do computador,devaneios da alma,
insensatez de um coração,

ahhh,algo assim,
que só eu entendo,
se é que você me entende.
Eu só me entendo escrevendo.

Cecilia Sfalsin

Se escrevo o que sinto é porque assim diminuo a febre de sentir. O que confesso não tem importância, pois nada tem importância. Faço paisagens com o que sinto.(Fernando Pessoa)






sábado, 15 de outubro de 2011

Silêncio

04:53:00 11 Comments

O silêncio é quando tudo dentro de nós se cala,
não se ouve mais a razão,
e  as emoções não se manisfestam,

O silêncio é quando não existe barulho,
e a alma geme,grita e pede socorro,
falando mais alto do que nossos próprios sentimentos.

Silêncio é a ausência de palavras ,
expressadas pela dor do coração,
que são lidas apenas pelo olhar...
Ei...consegue me ouvir?

Cecilia sfalsin

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Um passeio a vida

04:20:00 7 Comments
Manhã de sexta,o sol se arrisca a sair,
a natureza se mostra a bailar,
no soprar do doce vento,
tenho a sensação que posso voar,
me desligar de tudo,e dar um passeio a vida,
me sinto leve,o cheiro das flores me convida,
o caminho do infinto me inspira,
a voz do vento me acalma,
é tempo de descanso,de alegria,de risos,
é tempo de abraçar,dançar,conquistar,
é tempo de rever aquilo que não fez,
ei,você tem medo de que?
o presente te chama com uma voz doce,
vem?vamos dar uma passeio a vida?
vamos colorir o nosso dia?
dar as cores que sempre desejamos,
vermelho,azul,amarelo,
vamos voar feito gaivotas,
mergulhar no tempo,
e se redescobrir,se deixe levar,
aos lugares da vida 
que ainda não conheceu.

Cecilia sfalsin

"A vida não dá e nem empresta, não se comove e nem se apieda. Tudo quanto ela faz é retribuir e transferir aquilo que nós lhe oferecemosAlbert Einstein 

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Brincar também é interagir

05:57:00 12 Comments
Recebi esta brincadeira da amiga MALU do blog INFINITO PARTICULAR -http://tudoepossivel-infinitoparticular.blogspot.com/, ao qual admiro muito, e concordei em dar sequência a esta criativa brincadeira.Pois bem, vamos la, funciona assim:Devo postar 10(dez) imagens que correspondem a 10 coisas que não gosto, e que me tiram do sério e presentear 10 amigos esta brincadeira...Lembrando que os amigos citados não são necessariamente obrigados a participar,,,é apenas uma forma de dizer que bom ter você por aqui.

Os amigos que presenteio são:



Aa imagens que escolhi com os comportamentos que detesto

INVEJA                                                                    




TRISTEZA


RANCOR

ÓDIO

MENTIRA

DESPREZO

FOME

PEDOFILIA

INJUSTIÇA
Casos de injustiça no mundo
VIOLÊNCIA

Copyright

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98 e violá-los é crime. Ao copiar textos atribua os créditos.