domingo, 20 de janeiro de 2019

Deus responde as nossas orações de uma forma inexplicável..

09:31:00 0 Comments


Deus responde as nossas orações de forma inexplicável, e através da sua palavra nos instrui acerca de qualquer escolha ou decisão. Quando nos envolvemos com Ele, quando nos colocamos em suas mãos, quando confiamos a Ele os nossos sonhos e os desejos do nosso coração, Ele faz a sua vontade em nós, e nos mostra com nitidez aquilo que o desespero, ou o nosso emocional abalado e desesperançoso muitas vezes, não nos permite ver. 

O Rei Salomão estava diante de uma causa complicada, que exigia dele além de muita paciência e controle, sabedoria. Ele se encontrava diante de duas mães que alegavam ser a mãe de uma criança. Ambas haviam tido filhos, porém uma delas acidentalmente havia dormido em cima do seu bebe, e o mesmo veio a óbito. No calor da dor, e do desespero pegou o filho da outra, e insistentemente se dizia ser a verdadeira mãe da criança. Salomão, sem saber a quem realmente a criança pertencia fez a seguinte proposta, vamos partir a criança ao meio, cada uma fica com uma parte e pronto, não haverá mais brigas, mas logo a verdadeira mãe se posicionou dizendo: eu prefiro o meu filho nas mãos dela, do que morto (Ireis 3:16-28). 

Naquele momento,  o rei , pela sua tamanha sabedoria vinda do alto, teve certeza de quem era a verdadeira mãe. Aquela que abriu mão pra não ter que ver o seu filho morto, provou a todos o quanto o seu filho era amado, e o quanto ela o queria bem, e por esse motivo teve o seu filho de volta. Isso acontece com a gente, às vezes temos que sair de cena, respirar fundo, e permitir com que o tempo resolva sem termos que brigar pelo que já nos pertence pelo coração. 

O amor verdadeiro não te faz se sujeitar a disputas, e aquilo que é seu, ninguém, por mais que tente tirar de você, consegue por mão. Deus devolve, Deus faz com que os propósitos dEle se cumpram em sua vida de uma maneira surpreendente. A Ele, ninguém engana.  Confia nele, e saia de cena! Pare de querer fazer do seu jeito, DEIXA ELE TRABALHAR.

Cecilia Sfalsin

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Sabe porque a decepção dói tanto? Porque ela sempre vem de pessoas que amamos.

12:00:00 0 Comments


Ela sempre vem daqueles que além do nosso amor, também tinha a nossa total  confiança e o nosso grande respeito. Ela dói porque é fruto de uma traição que nos pega despreparados(as), e é uma arma que nos atinge pelas costas. A decepção tem o poder de desconstruir em nós tudo que por fidelidade e entrega construímos em relação aquela pessoa. Ela consegue nos fazer enxergar o outro como o nosso pior inimigo, e nos faz acreditar por instantes que ficamos enganados por muito tempo.

 A decepção é tão maligna quando alojada em nós, que é capaz de nos tirar a alegria, a vontade de viver, e a segurança que tínhamos em relação ao outro. É como se nas mãos dele estivesse toda nossa história, e por um vacilo ele jogasse na lama tudo de bonito e verdadeiro que tínhamos. Sim, a decepção é machuca, e não é fácil vencê-la se não houver um trabalhar de Deus em nós, e uma mudança visível e desejada do outro. 

 A gente até perdoa, mas o  perdão é a ferramente que tira o punhal do nosso coração, mas a ferida fica aberta, e precisa ser tratada para que a ofensa, o ressentimento, a insegurança e a mágoa não venham se enraizar em nossa alma e nos tornar uma pessoa amarga e sem motivação. Ninguém perdoa porque é bacana, ninguém perdoa porque esqueceu o mal recebido, ninguém perdoa só porque é santo demais. Infelizmente, ninguém perdoa porque é devido. 

As pessoas perdoam porque precisam se libertar dos pesos que desaceleram os seus passos, e porque necessariamente a paz só se aloja em ambientes saudáveis, e o amor só floresce aonde há espaço. O perdão abre caminhos extraordinários pra nós, mesmo que pareça ser um ato covarde diante da dor e decepção que o outro nos causa. Não é fácil, nem é da noite para o dia. 

Portanto, se você decepcionou alguém que você ama, por mais que esse alguém te ame, ele vai precisar de tempo pra esquecer o mal que vem contra, ele vai precisar da sua paciência pra ser reerguer novamente, ele vai precisar provar pra ele mesma através das suas atitudes visíveis e necessárias que nada é maior do que o seu amor por ela. Ele vai precisar de ver em você a verdade dos sentimentos, para se sentir segura(o) de novo.  Isso leva tempo...

Cecilia Sfalsin

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Tente não ferir quem te ama...

14:15:00 0 Comments

Eu sei que não existe pessoa perfeita, e muito menos relacionamentos perfeitos, mas se você puder, se você conseguir, tente não ferir quem te ama, quem cuida de você, quem esta do seu lado, quem se importa, quem encara qualquer parada só para te ver bem. Tente proteger quem protege você. Tente não ofender, decepcionar, tente não culpá-la pelos seus dias ruins, ou por aquilo que não esta dando certo pra você. 

Se você puder, e eu acredito que você pode, mesmo sendo tão difícil ás vezes, tente fazer com que essa pessoa se sinta importante e segura ao seu lado, e não permita com que coisas banais diminua o seu espaço no coração dela, ou espaço dela em seu coração. Por favor, tente não trair a confiança que ela, com todo amor deposita em você. 

Quando a gente ama alguém, a gente espera desse alguém atenção, carinho, ombro, presença, respeito e demonstração. A gente espera além de um "eu te amo", um "eu te preciso", a gente acredita na verdade dos sentimentos, e quando isso não vem, quando esse alguém não nos corresponde a altura, o coração da gente se sente rejeitado, e aonde a rejeição entra, os distanciamentos, a tristeza, e a baixa autoestima entram também, e um coração que sofre indiferença, um dia se ausenta. Quando a gente ama de verdade alguém, a gente pensa que esse alguém jamais nos fará sofrer.

 A gente pensa tanta coisa boa, que vai perdoando os deslizes, que vai ignorando os descuidos, que vai dando novas chances, que vai tentando compreender, até que a gente cansa, e decide partir, a ter que passar uma vida esperando do outro aquilo que não tem mais a oferecer. A não reciprocidade faz a alma da gente doer. O desinteresse, e os maus tratos também.

Cecilia Sfalsin

Copyright

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98 e violá-los é crime. Ao copiar textos atribua os créditos.