sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

# Minhas inspirações

Não pare no meio do caminho por aquilo que não vale os seus dias de glória...Avance!



Estou em uma época boa da minha vida, eu disse boa, não fácil, e não vou abrir mão disso. Hoje eu acordei um pouco mais em mim, e tomei algumas decisões super precisas. Uma delas foi lavar o rosto com água fria, passar um colírio nos olhos, e olhar para os meus dias com mais determinação. Infelizmente, há sonhos nossos que precisam ser engavetados sim, para que os mais importantes se ajeitem em nós.

Há aqueles desejos que precisam ser adiados para que os mais urgentes aconteçam, até mesmo porque ,um depende do outro, e o mais forte prevalece desenhando os caminhos daqueles que ficaram no banco de reserva. Parei de insistir, implorar,  querer demais o que não é pra ser, ou talvez até seja, mas que não depende só da gente, e isso dói demais da conta,  se é que você me entende. Estou me desacostumando a forçar o que não esta me fazendo bem. 

Vou levando o meu coração como posso, e na medida do possível vou dizendo amém. Se tem uma coisa que eu sei ser, é intensa demais em tudo que faço e sinto, e quando o peito aperta, quando as coisas começam a dar errado, quando começo a me entristecer com algo ou alguém, eu  tenho aquela covardia comigo de me arrancar de onde eu não deveria estar, e me reconstruir mesmo que me doa, mesmo que eu chore, mesmo que eu tenha que me isolar por um bom tempo, mas eu consigo me proteger, e me reerguer também com a graça de Deus. 

O processo é demorado, mas não me abandono, nem me permito sofrer pelo que não vale os meus dias de glória. Não fui sempre assim, não se enganem. Houve uma época em minha vida que eu me deletei de mim por pensar que tudo que eu precisava ser e conquistar corria em torno dos sentimentos dos outros, dos valores que vinham deles, dos elogios, do respeito, da atenção, e de seus descasos também.

 Mas eu cresci, e  aprendi com Deus que a nossa maior virtude esta em podermos fazer dos nossos sofrimentos  pontes fortes, que nos levem exatamente  a um lugar seguro dentro de nós, aonde nenhum sentimento não recíproco nos diminua, nos enfraqueça ou nos torne dependentes daquilo que não nos faz bem. Entendeu? Não se desmereça pela falta de atenção de ninguém. Cada um é aquilo que se permite ser , cada um recebe da vida aquilo que se permite receber. Quem planta, colhe.

Cecilia Sfalsin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A fase mais gostosa de quem escreve é quando conhece a opinião de quem lê....Obrigada por suas palavras e sejas sempre bem vindo(a)....

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Copyright

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98 e violá-los é crime. Ao copiar textos atribua os créditos.