quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

# Minhas inspirações

Quanto as faxinas de finais de ano, me poupe, se poupe, e poupe os outros também.


Sim, não estou fazendo faxina nenhuma, não estou declarando ao mundo quem eu vou manter ou tirar da minha vida para que o novo ano seja um sucesso. Não estou culpando ninguém pelos meus desacertos, nem escolhendo uma cor exata para a grande virada. Realmente não estou me ocupando com aquilo que termina, nem me descabelando pelo que ou quem não foi favorável, honesto, amigo, leal, e presente em meus dias.

Não estou perdendo tempo. Pelo contrário, resolvi apenas colocar algumas coisas no lugar por necessidade do meu coração, e rever alguns conceitos que eu tinha em relação a algumas pessoas também, o que é normal para qualquer ser humano que se valoriza demais da conta. Estou tentando não olhar para trás, nem afagar dores. Estou tentando me reerguer de algumas quedas e me refazer de algumas decepções.

Estou procurando me manter longe de intriguinhas bobas, e não me envolver com aquilo que não chega para edificar. Estou me organizando por dentro e colocando os meus sentimentos no lugar. Tarefa árdua, difícil e que exige da gente além de tempo preciso, maturidade e sabedoria. As pessoas confundem muito faxina com aprendizado, jogando para debaixo do tapete seus próprios medos e suas pendências afetivas também. 

Aquilo que não é bom pra mim, não é bom para os outros. E, se eu quero uma mudança favorável em minha vida, preciso antes de tudo colocar Deus no controle dela, e aceitar a vontade dele em tudo que eu desejar e sonhar. Tem coisas que é pra ser, outras não. E eu não sou dessas de ficar me lamentando pelo que não deu, ou por quem se foi sem fazer questão do adeus.

Eu acredito muito em livramentos, cuidado e proteção. Falo muito sobre isso e sou super fã de voltas por cima. Sei que a história da gente é cheia de altos e baixos, e sei também que não há um ser vivo nessa terra que não passe por situações complicadas ou por perdas, tristezas, sofrimentos, lutas, perseguições e desilusões. Mas é do chão que se formam grandes heróis, e são nas batalhas da vida que descobrimos a nossa tamanha força e a nossa tão preciosa fé. 

Cecilia Sfalsin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A fase mais gostosa de quem escreve é quando conhece a opinião de quem lê....Obrigada por suas palavras e sejas sempre bem vindo(a)....

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Copyright

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98 e violá-los é crime. Ao copiar textos atribua os créditos.