/
0 Comentários

Foi esse o conselho que eu recebi de uma amiga quando o meu coração estava apertadinho a espera de algumas respostas, quando parecia que o teto estava desabando em minha cabeça, e, o medo de não conseguir sobreviver a tudo que me feria estava me prendendo ao chão. 

Resumindo, eu também já tive, e ainda tenho os meus dias difíceis, e claro, problemas como qualquer um de vocês. Eu também já vivi um amor não correspondido e obviamente já me decepcionei com algumas amizades também, e, para completar, já tive sonhos enormes e ainda tenho, e detalhe, muitos deles ainda não realizei. 

Demorei para entender o que ela quis dizer com o tal se importar menos, afinal, não é fácil pra gente superar a dor, o medo, não é tão fácil assim nos desapegar de quem a gente realmente gosta, não é fácil encararmos a realidade, ou deixarmos de sentir da noite para o dia, porém, quando deixamos de nos importar, passamos a nos cuidar.

Por favor, me entendam, o se importar tem a ver com priorizar, e não deixar de lutar ou gostar. Quando diminuímos o tempo que dedicávamos a sofrer por algo ou alguém, e nos dedicamos a orar mais, a nos encher mais de Deus, a nos ocupar mais com aquilo que nos faz sentir bem, a alimentar a nossa fé, a não permitirmos com que o nosso coração se maltrate pelo que ou quem não o corresponde, obtemos força, e reconhecemos valores que realmente merecem ser priorizados em nós.

 É por ai que o desapego entra em cena sem nem sequer percebermos, e de repente nos vemos libertos do que nos aprisionava dentro da gente ou no mundo de outra pessoa. 

Nenhum soldado entra no campo de batalha ferido, e, se o ferirem, é retirado até que se recupere. Isto não quer dizer que ele desistiu da guerra, e sim, que esta impossibilitado no momento de enfrentar o seu adversário. 

Assim somos nós, se não conseguirmos vencer o que nos corrói por dentro, não teremos sabedoria ou forças para lutarmos pelo que queremos, e pra isto precisamos sim, nos importarmos menos com aquilo que nos machuca e nos dedicarmos mais ao que nos traz cura. 

Cecilia Sfalsin


Leia também

Foi esse o conselho que eu recebi de uma amiga quando o meu coração estava apertadinho a espera de algumas respostas, quando parecia qu...

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

A fase mais gostosa de quem escreve é quando conhece a opinião de quem lê....Obrigada por suas palavras e sejas sempre bem vindo(a)....