/
1 Comentários


Amar é muito  bom , mas vez em quando faz doer o coração.Nunca sabemos o que nos espera , nunca conseguimos fazer exatamente o que a gente determina depois de outros relacionamentos que tiraram o nosso chão, nunca conseguimos manter aquela postura de "não vou me envolver como antes" , porque a gente acaba abrindo parenteses, e quando nos assustamos dentro da gente já tem um jardim de sentimentos floridos regado pela nossa confiança de que "desta vez vai ser diferente" , me corrijam por favor, caso eu esteja falando demais , ou inventado um caso de amor pra contar. Mas contudo uma coisa é certa, a gente acaba treinando o nosso coração para os bombardeios inesperados, a gente acaba aprendendo certas regras e fortalecendo a idéia de que este tal amor próprio tem que ser intenso, e que amar , é arriscar o novo, ainda que seja desconhecido. O fim avisa quando chega e  não pega ninguém de surpresa , ele sempre vem com indícios de rejeição, desculpas , abandonos e ausências e é esta a parte doída do amar alguém , o aceitar  , quando o tempo pede o distanciamento , para que o coração aprenda a recomeçar sem se machucar.

Cecilia Sfalsin


Leia também

Amar é muito  bom , mas vez em quando faz doer o coração.Nunca sabemos o que nos espera , nunca conseguimos fazer exatamente o que a ...

Um comentário:

  1. É fundamental que nossa autoestima esteja bem alicerçada para que possamos passar pelas fases do amor sem nos machucarmos muito...
    Abraço.

    ResponderExcluir

A fase mais gostosa de quem escreve é quando conhece a opinião de quem lê....Obrigada por suas palavras e sejas sempre bem vindo(a)....

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.