/
9 Comentários

Lembro me nitidamente da minha infância,
quando eu fugia dos meus pais,
para um parquinho próximo, me sentava no balanço,
e com a força dos meus próprios pés me atirava no ar,
e conseguia tocar o céu da minha imaginação,
quanto mais força eu tinha,
mais alto eu ia......
tudo era um questão de força nos pés..
e vontade no coração

Cecília Sfalsin


Leia também

Lembro me nitidamente da minha infância, quando eu fugia dos meus pais, para um parquinho próximo, me sentava no balanço, e com...

9 comentários:

  1. Olá Cecília,
    Quando se tem força e vontade, nossos sonhos se tornam possíveis.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema, nos faz refletir sobre muitas coisas ;)

    Valeu Cecilia ^.^

    ResponderExcluir
  3. Belas lembranças de um tempo que não retorna, exceto na imaginação.
    Um abração, amiga.

    ResponderExcluir
  4. Bela lembrança! Coração de criança é puro encanto e inocência.Bjs no coração Eloah

    ResponderExcluir
  5. Quando somos crianças, sempre temos uma visão mais mágica do mundo.
    Até o céu parece estar mais próximo de tocarmos.
    Mas, quando crescemos, tomamos conhecimento de que o máximo que conseguiremos é tocar o chão.

    Adorei aqui como sempre.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Cecília, uma doçura de post. eu também me lembro de ter momentos assim na infância, a velocidade, o vento no rosto...Lição simples que esquecemos durante a vida: saber usar a força dos pés e do coração. Um abraço!

    ResponderExcluir
  7. Ahhhhhhh eu tambem tinha meus refugios!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Ciça,

    Força nos pés e vontade no coração, você sintetizou tudo.
    Maravilhoso! O mar em uma gota.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. muito lindo!
    meigo
    cheio de sonho
    esperança
    e verdade!
    bjos
    claudinha

    ResponderExcluir

A fase mais gostosa de quem escreve é quando conhece a opinião de quem lê....Obrigada por suas palavras e sejas sempre bem vindo(a)....