quinta-feira, 22 de março de 2012

# AUTO AJUDA

Labirintos

As vezes meus olhos são tão falantes que me esquivo de qualquer palavra ou gestos, deixando apenas que o silêncio me defina em ângulos que até mesmo eu venha desconhecer . São os labirintos internos que temos onde muitas vezes deixamos de ir por medo de não sabermos voltar. 


Cecilia Sfalsin

7 comentários:

  1. Boa tarde amiga Cecilia.
    Amiga mais sempre achamos uma luz mesmo que internamente dai acharemos a saida
    Abraços e uma otima tarde de quinta-feira .

    ResponderExcluir
  2. É, amiga, somos mistérios.São estes labirintos não visitados que as vezes nos surpreendem.
    Lindo texto.Amei!
    Tenha um final de semana suave e feliz.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  3. Essa é a consciência da nossa própria ignorância.

    Beijos Cecília!

    ResponderExcluir
  4. Tem momentos que palavras atrapalham, pois não possuem o alcance dos sentimentos que os olhos estão a contar.

    Beijos, Cecília!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Cecília. O problema é que, quando não vamos com medo de não saber voltar, acabamos por ficar no mesmo lugar. Enfrentar o labirinto é viver. Um abraço, bom final de semana!

    ResponderExcluir
  6. Oi Cecelia como sempre tuas poesias são profundas e lindas.

    ResponderExcluir
  7. Não tenho medo e sempre volto...lindo espaço este seu... ate breve...fuiiiiiii

    ResponderExcluir

A fase mais gostosa de quem escreve é quando conhece a opinião de quem lê....Obrigada por suas palavras e sejas sempre bem vindo(a)....

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Copyright

Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98 e violá-los é crime. Ao copiar textos atribua os créditos.