/
2 Comentários
É em madrugadas frias,onde busco me encontrar,
deitada aquecida pela solidão saio em busca de mim mesma,
resgatando em uma noite o que vivi a anos,ou meses ou apenas neste dia,
Longe de você divago,sozinha em saudades ,
inspirando a vontade de me encontrar em você,
a noite parece longa,escura cheia de limitações,
o sono se distancia de mim,e vejo teu rosto,
numa imagem de sombras que deslumbra na minha mente,
sinto um medo de me perder,e não conseguir me reencontrar,
nesta insanidade incontida em um coração conturbado,
sinto me vazia, distante, longe dos teus olhos, do teu sorriso,
longe de mim mesma e me pergunto a cada segundo,
em qual momento me perdi?


Cecilia sfalsin


Leia também

É em madrugadas frias,onde busco me encontrar, deitada aquecida pela solidão saio em busca de mim mesma, resgatando em uma noite o que vivi ...

2 comentários:

  1. OI Cecilia.
    eu não sei a onde qual momento me perdi só sei
    que e belissimo texto adorei muito.
    um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Lindo Cecília,

    O amor, por vezes, nos dilacera, tortura. O amor, quando não pode se expressar ou concretizar. E os pensamentos são confusos, perdidos. Nos desconhecemos. E nos perdemos de nós mesmos.

    beijos

    ResponderExcluir

A fase mais gostosa de quem escreve é quando conhece a opinião de quem lê....Obrigada por suas palavras e sejas sempre bem vindo(a)....

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.