/
3 Comentários
Em um jardim havia,
uma doce e bela flor,
ela era minha alegria,
uma joia de valor,

Todas as manhãs a via,
no alvorar do dia,
saudades dela sentia,
e beija la muito queria,

Em uma noite fria,
a fúria do vento despertou,
uma grande chuva caia,
e uma tempestade se formou,

Pela manhã em agonia,
meu voo ágil ficou,
o coração forte batia,
e  a alma sentida despertou,

Ao me aproximar tremia,
com choros e agonia,
pois o jardim da minha alegria,
ali não mais existia,

Hoje no meu canto ha tristeza,
lágrimas de tanta dor,
pela correnteza foi levada,
a vida do meu grande amor,

Só tenho em mim a partida,
do amor que me deixou,
e em outros jardins encontro,
os frutos da minha bela flor...


Cecilia sfalsin..







Leia também

Em um jardim havia, uma doce e bela flor, ela era minha alegria, uma joia de valor, Todas as manhãs a via, no alvorar do dia, saudades dela...

3 comentários:

  1. Cecilia, que musica deliciosamente calma...

    Uma vez um beija-flor entrou pela janela da sala, não conseguia sair, mesmo com portas e janelas abertas. Ao pega-lo, é tão delicado, apesar de tanto cuidado, as peninhas do rabinho cairam todas... felizmente, ele conseguiu voar e nunca soube se ficou bem de fato.

    Bom final de semana, bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá minha adorável Cê .
    Nossa !!! Foi vc que escreveu isso ??? Parabéns minha amiga , ficou realmente espetacular !Te desejo um maravilhoso fim de semana coberto de tudo que for melhor!
    Beijãoooooooooooooo

    ResponderExcluir
  3. Muito bom Cecilia! Você já deve pensar na hipótese de lançar um livro. Talento você tem de sobra! Um abração!!!

    ResponderExcluir

A fase mais gostosa de quem escreve é quando conhece a opinião de quem lê....Obrigada por suas palavras e sejas sempre bem vindo(a)....

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.